Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

CRIANÇAS - DENISE FRANÇA

Curitiba, 27 de setembro de 2012.

Comentário sobre o texto do Doutor Flávio Gikovate: "Lidar com o sofrimento, um aprendizado."


As crianças precisam brincar...


Cada vez mais eu observo o curto espaço de tempo para a infância. Observo a falta de brincadeiras, além de que a criança não produz muita coisa, tudo lhe é dado, notebook, celular, tablet, brinquedos inimagináveis.... consumo.

Na minha convivência com as crianças, o espaço para brincar e para produzir nunca deixou de existir. A construção e a desconstrução.  Pular, jogar bola, gritar, cantar, peidar, rir muito mesmo, cair e levantar, sem chorar, ir em frente, observar a própria criação, rir do adulto muito, ter segredos, sonhos, concertar as coisas ruins do mundo, ter um herói, sentir a natureza, fazer parte dela, ter um cachorro, um amigo, sentir que é amado e querido, abraçar muito forte mesmo, dormir no colo, se sujar de barro, ficar pelado, de vez em quando desaparecer, ir embora e nunca mais voltar, ficar com saudades, construir cabana, fingir que é adulto, vestir roupa de gente grande, sacudir a bunda, ficar sentado em cima da árvore, escalar portas, dar um beijo e sair correndo, olhar pelo buraco da fechadura, subir em cima do guarda-roupa, descobrir o mundo lá fora, dar um chute na canela do pai, apertar as tetas da tia, descobrir o que é uma menina, o pinto do menino, falar palavrão, mas "porquê" isso, de onde eu vim, como eu nasci, escrever o meu nome na parede, no teto, no chão, em tudo, pintar um coração, uma casa, ver uma sementinha crescer, olhar as nuvens no céu, 

e muito mais.

Esse é o UNIVERSO DA CRIANÇA.

Conviver com as crianças é muito agradável, só não é agradável porque quando não temos experiência nesta convivência, queremos tornar a criança um adulto possível, quando nem nós mesmos somos ou sabemos o que somos enquanto adultos.... 

Ficamos olhando a criança, achando que entendemos e nos apressamos em corrigir tudo. Dar significado as coisas que elas criam, sem se importar com o que elas criaram....  Escutar as crianças em primeiro lugar, conversar com elas o tempo todo, brincar junto, colocar as nossas reservas e defesas de lado, do contrário,  não temos acesso a este jardim...

Esse espaço da criança, é constituído, está ali, e está dentro de nós.  O ADULTO é uma construção,  é hilariante achar que um adulto está preparado ou pronto... Eu diria, se não viveu a infância, muito mal acabado mesmo! 

A criança não tem culpa, pecado, ou errância....  As crianças não fazem coisas erradas... Somos nós que nos desabilitamos desse UNIVERSO INFANTIL, e achamos que aquilo ali é errado, estranho, escandaloso....  Mostrar a bunda, peidar,  cuspir, fazer xixi pro alto, ficar pendurado de cabeça pra baixo.... Porra, meus camaradas, isso é delicioso....

Eu sempre convivi ao lado de crianças, sem MEDO DELAS, e participando do Universo Delas, com a aceitação delas.... e com o RESPEITO POR ELAS.  As crianças sabem muito bem distinguir um adulto de outro, uma pessoa de outra, e são as crianças que escolhem o seu pai e a sua mãe, independente do pai e da mãe que tem.

As crianças não são agressivas, se tornam agressivas em razão da maneira como nós a tratamos... A criança se torna agressiva por várias razões, uma delas, quando é impedida de ser criança, quando não tem espaço para respirar, quando é massacrada pelos pais ou outras pessoas...

A SOLTURA QUE HOJE EU TENHO EM RELAÇÃO AO MEU CORPO, MINHAS EMOÇÕES E SENTIMENTOS, ISSO EU DEVO À CONVIVÊNCIA COM AS CRIANÇAS.

Esta soltura, adquiri aos poucos, participando das brincadeiras, e finalmente, brincando, sentindo prazer em brincar.  EM LUGAR ALGUM ESTÁ ESCRITO QUE UM ADULTO NÃO PODE MAIS BRINCAR....

E que a criança tem que parar de brincar para crescer e amadurecer... Isso é uma idiotice crassa... Os elementos que constituem o universo da criança vão se transformando naturalmente, se a deixarmos viver, simplesmente isso.  

Lembro-me como se fosse hoje:   Eu lendo o LACAN, andando.... E os dois patinhos atrás, Patrícia e Gustavo: "TIA DENI, VAMO BRINCAR....".   

Eu já estava ficando irritada, e daí dei o GRANDE SALTO DA MINHA VIDA, assim como pular de paraquedas.... LARGUEI O LACAN, E FUI BRINCAR COM ELAS.... 

ATÉ HOJE EU BRINCO.... e se não brinco, fico muito triste....

Esse famoso cordão umbilical que une a mãe e a criança, sempre dizem:  "Tem que cortar o cordão umbilical....".   Vou ilustrar essa FIGURA, com um das lembranças mais linda que eu pude testemunhar e participar:

Meu irmão havia se separado e tinha os dois filhos, o Gustavo,  e depois a menor, a Patrícia.  Quando a separação ainda era recente, e as crianças começaram a frequentar a minha casa, casa dos meus pais, elas estavam tristes, e a Patrícia, com uns 3 anos, mais ou menos, chorava desesperadamente quando o pai dela saía.... E chorava muito mesmo, berrava...

É claro que se fosse outra pessoa, iria ali e dava umas palmadas nela.... Mas não foi isso que eu fiz.  Ela estava no meu quarto, e berrava em cima do sofá-cama. Aí eu cheguei, segurei os dois pezinhos dela e disse: "CHUTE PATRÍCIA, CHUTE BASTANTE!!!!"  E ela berrava e tentava se soltar.....   hahahahahahahaha.... Sem machucar ela, é claro, eu segurava. E aí ela tentou se desvenciliar..... Depois, meus queridos, adivinhe o que aconteceu?   Ela simplesmente desceu do sofá e começou a brincar junto com o Gustavo, fazer desenhos, e outras coisas.... Antes isso era impossível.... hahahahaha.

Mas o fato mais significativo, foi o outro dia.  A Patrícia pegou uma rede que eu tinha... Pequenininha, foi arrastando a rede, e aí, prendeu a rede no pé do armário, abriu o janelão do quarto, e jogou a rede para baixo..... hahahahaha..... E acreditem, ela desceu pela rede.... E aí se transformou em outra criança, não mais berrava nem nada..... 

Me dá vontade de chorar quando eu lembro deste fato, muito lindo mesmo..... Ela pariu a si mesma, naquele movimento todo ali.... Foi uma construção e elaboração dela mesma....

Guardo lembranças inesquecíveis de todas as crianças com as quais convivi.... PRIVILÉGIO MEU, QUE NÃO ABRO MÃO.  

A CRISTIANE, outra criança que conheci no coral da igreja, era filha de uma das coralistas, tinha 8 anos quando a conheci.... E a mãe dela a deixava aqui em casa para brincar com os meus sobrinhos.... 
Aos poucos fui me inteirando da realidade existencial dela, em relação a sua família e principalmente, em relação a sua mãe, situação angustiante.... Mas aos poucos fui administrando e a Cristiane tornou-se uma filha de coração, e hoje é uma grande amiga minha....
Pois então, a Cristiane morava no quarto andar do prédio, e sua mãe a deixava trancada em casa, sem ela poder sair ou brincar.... A Cristiane ia até a sacada do edifício, e descia os quatro andares para poder se ver livre.... Eu sempre achei isso admirável....

Desde a idade de 9 anos, a Cristiane administrava toda a casa, limpeza, e cozinhava também.  Tornou-se responsável desde cedo....  Fez o curso de enfermagem, trabalhava em duas UTIs.... enfim.

Aos 19 anos, não aguentando mais a pressão da mãe, viajou para a Itália, e  se virou sozinha sem nem mesmo falar a língua italiana....  Fazem duas semanas, que ela voltou para o Brasil, passou aqui em casa, me deu aquele abraço, e disse que logo vai me contar tudo e todos os detalhes das coisas que viveu lá fora....

Acredito que essas impressões que deixei aqui sobre o UNIVERSO DA CRIANÇA, possam por si mesmas responder algumas questões... 















ESPAÇO MEU E DAS CRIANÇAS

DEPOIS:  Todas essas crianças que passaram por aqui, estão na companhia de suas mães, porque eu nunca tive a intenção ou a pretensão de "pegá-las" para mim... ,ROUBO, SEQUESTRO, ESSAS COISAS (hahaha).  Enquanto essas mães passam o "dia-das-mães" na companhia de seus filhos, que já não são mais crianças, eu passo o dia das mães sózinha, todos os anos. Não recebo nenhuma mensagem de gratidão ou coisa parecida... fazer o quê, é a vida... hahaha.
Infelizmente, também  não é possível  competir com outros "aparelhos": o dinheiro, a piscina, carros,  celulares, tablets, passeios em shoppings, viagens ao exterior, etc e tal  e outras coisitas mais.  O que eu dei a elas, não tem nada a ver com esses "aparelhos"...

APRENDI TAMBÉM QUE O "ESQUECIMENTO" NO SER HUMANO É RAZOÁVEL: É DE ACORDO COM  SUA PRETENSÃO, OU SEJA, COM  SUA CONVENIÊNCIA. LEMBRAMOS SÓ AQUILO QUE É CONVENIENTE LEMBRAR....

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O GOZO FEMININO - DENISE FRANÇA

Curitiba, 27 de setembro de 2012.

"A sensualidade feminina não deriva do exibicionismo e nem da perfeição física: depende dela ser capaz de se "entregar" à própria excitação."  (FLÁVIO GIKOVATE)


COMENTÁRIO SOBRE ESTE TEXTO DO DOUTOR GIKOVATE E MINHAS OBSERVAÇÕES PESSOAIS A PROPÓSITO DESTE ASSUNTO.


Muito se escreveu a respeito do gozo feminino. Realmente, antigamente a sexualidade era considerada um TABU.  Por essa mesma razão o Doutor Freud escreveu o TABU DA VIRGINDADE....  E imagino que as relações dele com as mulheres foram a razão de muitos dos seus artigos... LACAN escreveu sobre a mulher num outro espaço, o espaço da LOUCURA, ele trabalhava em uma Delegacia, e depois foi médico em um hospício, onde existiam assassinas, a psicose foi reelaborada por LACAN, no feminino. Uma leitura do feminino.... O Freud trabalhou com mulheres histéricas, como deveriam ser a maior parte das mulheres "normais" daquela época, haja visto que  não podiam falar sobre sexo, não podiam ousar sentir prazer, e coisas do tipo.

Imaginem que a dita "revolução sexual" aconteceu há pouco tempo atrás, por volta do ano 1969, para cá. Mais espaço foi conquistado pela mulher, mas ainda assim o SEU CORPO permaneceu uma espécie de enigma para muitos estudiosos, homens.... O RELATÓRIO HITE foi um achado mesmo, como disse o doutor GIKOVATE.
E em relação a isso contarei aqui a minha experiência de descobrimento da sexualidade...

Eu passei a minha adolescência inteira, desde a menstruação aos 15 anos, até a idade de 18 anos sem nenhum contato físico com um rapaz. Não porque eu não desejasse e quizesse, mas porque o meu pai delimitava este horizonte... Eu só poderia casar depois de me formar  na faculdade, e não podia namorar. Nem ele e nem minha mãe me deixavam sair com rapazes, e nem ir a festinhas de noite.... ERA TERMINANTEMENTE PROIBIDO.

APESAR DISTO TUDO, vocês acreditem, a minha relação com os rapazes sempre foi saborosa, amigável, gostosa, e apaixonante.... A angústia, a ansiedade que eu vivi nessa época foi torturante, e se  estendeu por muito tempo, porque eu não podia me abrir para esta prática.  Mas a relação amigável com os homens sempre permaneceu até os dias de hoje. Eu me apaixonava por um rapaz, e era correspondida.... Mas não podia namorar.... Arranjava no entanto, meios, outros meios, cartas de amor, poemas, não é a toa que gosto de escrever até hoje, e sou uma mulher ROMÂNTICA.... Gosto do romantismo...  Consegui conviver com esta angustia e ansiedade derivadas da repressão por muitos anos....

Até a idade de 18 anos, não conhecia a masturbação....  Como eu gostava de ler muito, lia um livro atrás do outro, nessa época, indicado por uma amiga, eu li o RELATÓRIO HITE...... E, graças a Deus, tudo aquilo que se passava no universo da minha imaginação, de mulher, encontrou o respaldo em casos de outras mulheres, relativo ao sexo e ao prazer.   E então, eu tomei coragem de sentir o meu próprio corpo e obter prazer desta forma. A primeira vez que eu gozei foi maravilhoso, porque não conhecia essa sensação....

Eu recordo desta época que todas aquelas idéias que haviam colocado na minha cabeça, de pecado, culpa, etc e tal, relativas ao sexo, caíram por terra.  Eu vi que o prazer era uma coisa muito gostosa e me trazia bem-estar... O primeiro beijo na boca eu dei ao completar 18 anos de idade. Estava na praia, com meu primo, e mais um casal de amigos. O meu primo gostava de mim desde a infância, nós eramos amigos inseparáveis e conversávamos muito sobre todas as coisas, e gostávamos um do outro.... E, neste dia, ele já tinha tomado umas cervejinhas, e estava alterado, me agarrou e começou a me beijar....  hahahahaha. Nossa que maravilha....  Depois disto, tivemos a nossa primeira iniciação sexual, não foi completa, mas eu senti o corpo de um homem pela primeira vez....  No outro dia, é claro, eu e ele conversamos a respeito disso tudo, para que não ficasse nenhum mal-estar entre nós dois... 

Aos dezoito anos descobri essas pequenas coisas.... Mas não conseguia me soltar ao lado de um homem, não sabia fazer isso.... 

Aos 20 anos, conheci o meu primeiro namorado, numa relação que se estendeu por 13 anos, mais ou menos... Ele era 16 anos mais velho que eu.... Um homem sedutor, bonito, simpático, apaixonante.... árabe. Tudo o que diz respeito ao sexo descobri junto a ele. E foi minha iniciativa me excitar na frente dele até conseguir gozar...  Coisa que antes para mim, era simplesmente impossível em razão de todas aquelas idéias de pecado e culpa que eu carregava comigo. 

O aspecto principal que gostaria de frizar é a honestidade que sempre procurei manter acerca de minha pessoa, o universo de descobertas pessoais e particulares, e a minha honestidade em relação aquelas pessoas, homens, com os quais convivi ao longo da vida. Sempre fui honesta em dizer o que pensava, o que sentia, quais eram minhas dificuldades.... E por isso também, consegui superar todos esses limites, regras insatisfatórias e puritanas, falso moralismo, e coisas do tipo. E me entreguei como mulher, me desconstruí e me construí aos poucos na relação com os homens....  A.minha vida sexual ao lado dele depois, foi uma maravilha.... Sempre me dei bem sexualmente, curtíamos o prazer, e não sentia e nem sinto nenhuma culpa em razão disso. Gosto dos homens, me causam infinitas impressões agradáveis... 

Não foi em razão de insatisfação sexual que me separei dele. Foi em razão de outros fatores...

Eu não me considero uma mulher sedutora. Não tenho necessidade de investir sedução em um homem se não tenho nenhum sentimento em relação a ele. Ou seja, não sou "histérica", seduzir e negar o prazer ao homem. Uma mulher madura sexualmente, se entrega mesmo, curte o prazer a dois, é capaz de falar o que quer ao homem, e deixar bem clara as coisas, para que o homem possa ser um homem ao seu lado, e não uma marionete ou um menino.... MUITAS MULHERES SÃO ESPECIALISTAS EM JOGOS DE SEDUÇÃO, O QUE LHES DÁ PRAZER, MAS AO LADO DO HOMEM, NA CAMA, NÃO SENTEM PRAZER ALGUM... Eu tive  uma amiga na Faculdade de Psicologia, que me relatava os detalhes exaustivos de sedução com o seu namorado e homens em geral... Mas ela não conseguia sentir prazer...

É desta forma que eu trato um homem, com RESPEITO. Se estou sozinha não é por ser uma mulher fria, inexperiente sexualmente, ou por outras razões.... Estou sozinha porque não quero ao meu lado uma pessoa imatura, imprópria, e que não saiba compartilhar uma relação verdadeira e honesta, só isso. Fazer o quê...

Quanto ao conhecimento que tenho observado na conversa com outras mulheres, e compartilhamento de experiências, percebo que o problema principal da mulher, é a insegurança, o medo de ficar sozinha a princípio.... E hoje, infelizmente, o sexo tornou-se outra coisa. Eu não  considero a experiência sexual atual, da forma como ela  acontece, uma experiência satisfatória. A experiência sexual entre homens e mulheres atualmente, não é uma parceria, uma relação satisfatória e benéfica, mas insatisfatória, e agressiva.... 

O homem pode encontrar uma mulher hoje a noite, e vice-versa, levar para o motel, transar de todas as formas, de pé, deitado, de lado, usando todos os orifícios possíveis, até o ouvido, se der, e sair de lá, completamente "virgem".... , ou seja, absolutamente sozinho, sozinhos, e vazios de tudo.... 

INFELIZMENTE!!!!!!!

A desensibilização humana é cada vez mais frequente, e muita coisa está sendo confundida, e confusa na mente das pessoas em relação ao sexo, em relação ao lugar que ocupam como homem e como mulher. 

Gente, é muito gostoso compartilhar o prazer a dois... Eu chego a dizer até que o sexo para mim é uma experiência "ESPIRITUAL", "TRANSCENDENTAL", porque quando estou com um homem numa relação satisfatória, eu sinto a presença DELE em todos os momentos, em pensamento, no meu corpo, enfim.... E isso é ma-ra-vi-lho-so.... sem culpa alguma.

Podemos e devemos melhorar esta série de coisas pertencentes à esfera sexual e sentimental humana.... Nós não nascemos prontos, elaborados mentalmente  e fisicamente, estamos expostos a tudo o tempo todo... Mas eu penso que enquanto estamos aqui, vivendo, podemos e precisamos melhorar as coisas.... Isso é possível. 
Um bem-estar na vida, e um bem-estar no relacionamento humano é possível. A FELICIDADE É POSSÍVEL!!!!





ESTE  CASAL: SEU AIRTON E DONA MERCEDES.... UM CASAL QUE SE DEU BEM....



terça-feira, 25 de setembro de 2012

A CABEÇA DOS HOMENS - DENISE FRANÇA

Curitiba, 25 de setembro de 2012.

OS HOMENS.....

ANTES DE MAIS NADA, EU AMO OS HOMENS, amar um homem só é possível quando a mulher é capaz de conviver com a solidão.... Caso contrário, ainda não encontrou o AMOR.

Sou radical neste aspecto.... A vida me determina essas diretrizes....

Os homens, nossa, os homens, não é fácil ser um homem....

Desde a minha mais tenra idade, sempre convivi com homens, meninos, quando criança, na companhia de meu avô, e de muitos AMIGOS HOMENS ao longo da minha vida...

Graças a Deus, a minha convivência com os homens sempre foi pacífica, mesmo dentro do relacionamento sexual e amoroso.

Como toda mulher, não-toda, me educaram para o CASAMENTO, ter filhos, e me dedicar a vida do outro, sem SABER NADA SOBRE A MINHA PRÓPRIA VIDA....

CONTUDO, EU ESCOLHI OUTRA DIREÇÃO: PROCURAR SABER O QUE SE PASSAVA COMIGO, OBSERVAR O HUMANO AO REDOR, GOSTAR DE HOMENS, E NÃO MACHUCÁ-LOS EM RAZÃO DA MINHA INSEGURANÇA, IMATURIDADE, E INCAPACIDADE PARA VIVER SOZINHA.... Isso tudo antes de ADMITIR QUE A VIDA PODE SER BELA, QUE O AMOR É POSSÍVEL ENTRE UM HOMEM E UMA MULHER, e que o SEXO É MARAVILHOSO, SEM CULPA NENHUMA.....

Pois é.... Vocês imaginem a CABEÇA DE UM HOMEM, quando se deparam com uma mulher DESESPERADA POR CASAMENTO, POR FILHOS, porque senão ela NÃO VAI SER NADA PARA NINGUÉM NA SOCIEDADE.... Vocês imaginem, COITADO DESSE  HOMEM...

Não é culpa nem dele e nem dela, NOS FIZERAM ACREDITAR NISSO AO LONGO DE NOSSAS VIDAS....

A MULHER SE DÁ BEM MELHOR NO SEGUNDO CASAMENTO. OU SÓZINHA MESMO, DEPOIS DA PRIMEIRA SEPARAÇÃO.... A sua "agressividade" diminuí bastante em relação aos homens....

O HOMEM NÃO É OBRIGADO A SABER COMO FAZER UMA MULHER GOZAR...  A mulher tem que descobrir os caminhos do seu corpo, e só então depois, ensinar estes caminhos ao SEU HOMEM, e juntos, curtirem o PRAZER A DOIS.....

A EJACULAÇÃO PRECOCE:   Eu namorei um homem que tinha ejaculação precoce....Era um amigo. Ele era casado, mas não tinha relação sexual com a mulher.... E seu casamento era só de aparência.... Convivi com ele 6 meses, e nestes seis meses, ele conseguiu curtir o prazer a dois, e conseguiu transar, superou este problema.... EU VI NOS OLHOS DELE A ALEGRIA QUANDO CONSEGUIU SENTIR PRAZER E DAR PRAZER..... O homem tem esta pressão social de ser o MACHO em todas as situações, ejacular sempre independente do seu sentimento em relação à parceira. Só a SENSIBILIDADE DA MULHER no tratamento do homem , e dele consigo mesmo, mudando a sua forma de ver as coisas, pode tornar esse problema solúvel.... Depois este meu amigo sedutor, foi para Portugal e separou-se da mulher...

EU NÃO BRINCO COM O SENTIMENTO DOS HOMENS E NEM DAS PESSOAS DE UM MODO GERAL.

Quando um homem se declara APAIXONADO, muitas vezes a mulher cai na GARGALHADA!!!!
PUTA QUE PARIU, mas que IMATURIDADE, não é mesmo, meninas?!  Quanta imaturidade da parte de vocês, mulheres, quando um homem se sente apaixonado e faz esta declaração amorosa em direção a vocês...

É O AMOR QUE ACONTECE!!! Meninas, é o amor que acontece, e vocês não percebem o UNIVERSO DE POSSIBILIDADES INCRÍVEIS, quando um homem se declara.... puxa vida, que falta de tato....

Não é fácil para um homem chegar e se declarar a uma mulher.... Suor, tremores, o coração pulsando rápido, aquela vontade de sair correndo quando ele está perto dela..... MA-RA-VI-LHO-SO!!!  Nos dias de  hoje, nem sei se isso ainda acontece, venho de um outro tempo onde isso era possível.... Ficar curtindo a paixão um tempinho antes das coisas acontecerem.... Sentir o toque DELE na nossa pele, sentir aquele primeiro BEIJO NA BOCA, tão sofregamente esperado e acalantado.... As primeiras conversas, revelações, os segredos íntimos entre os dois....

Quando as mulheres tem o primeiro filho, esquecem do homem logo a seguir.... Vivem para o bebezinho,  determinam todos os seus afazeres em torno da criança.... e isso com o segundo filho e depois com o terceiro. A VIDA SEXUAL DO CASAL, praticamente termina.... E o homem se torna mais um filho desta mulher, beberrão, gordo, enfim, aquele sujeito que se estende no sofá no final de semana, ronca, e torna-se alguma coisa, muito aquém de um homem....

Para não morrer psicologicamente, perdendo completamente sua virilidades, diante desta situação de abandono, o HOMEM, ALGUNS DELES procuram outra mulher, ou refúgio na internet.... Minhas senhoras, não é culpa deles....

AOS 40 anos, a mulher CORTA OS CABELOS, sim, corta o cabelo bem curto e se torna A DONA....
(hahahahahahaha).....

Enfim......  A cabeça dos homens, o universo dos homens, pode compreender uma outra possibilidade além destas que descrevi nas relações entre homens e mulheres de um modo geral...

Agora me desculpem, tenho que sair para ir à aula....

UMA NOVA MULHER - DENISE FRANÇA

Curitiba, 25 de setembro de 2012.


COMENTÁRIO AO PROGRAMA DE FLÁVIO GIKOVATE, FALANDO SOBRE ESTE ASSUNTO: UMA NOVA MULHER....

Concordo com o Doutor Flávio Gikovate, a NOVA MULHER está por vir, ou por se fazer, não é o caso de dizer que as mulheres hoje são diferentes...  Talvez o problema da mulher, da maioria delas, como eu tenho observado ao longo dos anos seja esse: ACEITAR SUA DIFERENÇA EM RELAÇÃO AOS HOMENS, SEM QUE ESSA DIFERENÇA SEJA PARA ELA RAZÃO DE HUMILHAÇÃO, SUBMISSÃO, PRECONCEITO, MENOS VALIA.

Não gosto das feministas radicais, também. QUEREMOS SER IGUAIS AOS HOMENS. As mulheres não são iguais aos homens e nunca o serão, porque são mulheres. Os direitos iguais, sim, como seres humanos, para todos nós, JUSTAMENTE, o planeta todo....

A tentativa de procurar DIREITOS IGUAIS, tendo em vista a comparação com os homens, não é uma escala real, é uma escala que leva à competição e ACENTUA A RIVALIDADE JÁ EXISTENTE ENTRE AMBOS OS SEXOS, justamente por essa linha de pensamento que EXCLUI A DIFERENÇA, RECHAÇA A DIFERENÇA SEXUAL...

Existem coisas que provei ao longo da minha vida, ao longo do se fazer mulher, ao longo da minha elaboração mental, sexual, sensível acerca da MULHER.
De mulher para mulher: são invejosas, e a inveja é o primeiro traço da imaturidade feminina, da FÊMEA, que ainda não alcançou uma elaboração acerca do ser uma MULHER.
A necessidade ainda presente, da mulher tentar o seu lugar de PERTENÇA, em razão do CASAMENTO, E DOS FILHOS.  FRISO ISSO E AINDA DIGO:  O HOMEM POUCO LHES IMPORTA.....

O homem ainda é um meio caminho para o LUGAR DE MÃE, lugar que consideram culturalmente a razão de "ser".

QUANTO A FUNÇÃO DA MATERNAGEM:  Em toda minha vida convivi, cuidei e criei crianças.... Se existe alguma coisa que gosto e sei fazer,  é isso. Mas, por várias vezes, fui vítima de preconceito, de humilhação, de EXCLUSÃO  transparente e absoluta por parte das mães destas mesmas crianças, ou de outras mães. PORQUÊ????   Ora bolas, por causa do ciúme e da inveja....

PERCEBI:  Parir um bebezinho não significa SER MÃE....  O AMOR, não está ligado a este fenômeno de parir.....  Isso ficou bem claro na minha vida.

Outra coisa:  a maioria das Mães, acham e se tornam possessivas e exclusivas em relação aos filhos, achando que podem DETERMINAR  o rumo e o processo de vida destes filhos....

SINTO MUITO "SENHORAS", MAS ISTO NÃO É POSSÍVEL, EM RAZÃO DESTE LUGAR DE MATERNAGEM....

Mas, esta tentativa inútil e profundamente agressiva de tornar o FILHO uma coisa sua, se dá em razão da IMATURIDADE SEXUAL desta mulher, em seu ser, em sua condição.... É preciso que a MULHER APRENDA A VIVER SOZINHA, E SÓ ENTÃO APRENDERÁ A AMAR UMA CRIANÇA E POR CONSEGUINTE, AMAR TAMBÉM O SEU PARCEIRO ENQUANTO PESSOA, E NÃO ENQUANTO OBJETO AO SEU BEL PRAZER....

TIVE A OPORTUNIDADE DE CONVERSAR COM ALGUMAS MULHERES CASADAS, QUE NÃO PODIAM TER FILHOS EM RAZÃO DE UM PROBLEMA FÍSICO, INDEPENDENTE DE SUA VONTADE DE SER MÃE....  Contam essas mulheres em detalhes, toda uma série de "torturas" psicológicas, de stress terrível em razão da pressão familiar em decorrência deste problema...  Algumas destas mulheres chegam Á BEIRA DO SUICÍDIO em decorrência de não conseguirem engravidar..... Isso tudo para mim é uma LÁSTIMA PROFUNDA, uma mulher ser conduzida à beira do abismo, como um CASTIGO SOCIAL, POR SEREM INCAPAZES DE ENGRAVIDAR....

OUTRO ASPECTO: E, muitas mulheres que recorrem à ADOÇÃO, por serem incapazes de engravidar.... muitas vezes, após adotarem o primeiro filho, conseguem ENGRAVIDAR.... Ora SENHORES, vocês não IMAGINAM O QUANTUM DE AFETO NESTE POÇO, para a coisa FUNCIONAR DESTA MANEIRA??????????!

(                   ).

A NOVA MULHER, eu PROCURO A NOVA MULHER....

Quanto ao trabalho e vocação, as mulheres podem fazer de tudo. São capazes de tudo, fazem coisas incríveis, tem coragem e superam seus próprios limites.... Isso é muito bonito... Existem mulheres realmente valiosas....

O HOMEM E A MULHER:   O homem se sente perdido, não sabe exatamente como atuar em razão desta    posição da mulher, competitiva e rival em relação a ele....

As relações do HOMEM E DA MULHER, são relações de agressividade.... Não é uma relação amorosa, AMOROSA, na maioria das vezes.

Mas, ainda assim, há SALVAÇÃO.... Existem parceiros, homem e mulheres que se ENCONTRAM  e fundam um novo sentido, conseguem ultrapassar o domínio cultural, e social, e do status, e conseguem criar uma outra coisa.

BEM, SE AINDA NÃO HÁ UMA NOVA MULHER, pode-se tentar fazer uma OUTRA MULHER, pelo menos...

Quanto aos homens e mulheres, a convivência seria bem melhor se não se preocupassem tanto com a postura ideal, com o padrão cultural, e se preocupassem mais com a qualidade, com a honestidade dos sentimentos e pensamentos, numa relação de sujeito para sujeito, humana, e portanto, POSSÍVEL....






segunda-feira, 24 de setembro de 2012

EMPREENDEDORISMO e OUSADIA - DENISE FRANÇA

Curitiba, 24 de setembro de 2012.

COMENTÁRIO A PROPÓSITO DO VÍDEO DE FLÁVIO GIKOVATE: EMPREENDEDORISMO...

PREFIRO E SEMPRE VOU PREFERIR A PALAVRA OUSADIA.


PRIMEIRA HISTÓRIA DE EMPREENDEDORISMO E OUSADIA:

Assumir a vida, e de fato VIVER, É SER MUITO OUSADO!!!

A ousadia faz  lembrar aquele homem que olha insistentemente, enquanto segura um copo nas mãos,  sorve um bocado da uva, deixa-se conduzir pelo gosto e paladar, continua me olhando nos olhos, e então, coloca o copo na mesa, vem andando a passos lentos, passa por mim, diz "oi", pára, olha bem dentro dos meus olhos, e me sussurra algo nos ouvidos...

MAS QUE HOMEM OUSADO!!!

HAHAHAHAHA. Falta-me este homem na vida... puta-que-pariu...

Mas, essa é uma IMAGEM, UMA FIGURA que ilustra o significado da ousadia.

Eu sou uma mulher ousada.  ANDAVA EU, pela praia de CAIOBÁ, as areias de lá, nas férias fico 10 dias sozinha, ao sabor de tudo... Meu Deus, como isso é bom...

então, andava por lá, e parei, me sentei para olhar os surfistas... aquele equilíbrio... E aí, me chega um cara, e pergunta: "Você gosta de conversar?!" E eu digo: "Sim." O cara diz: Há alguns dias estou reparando em vc por aqui, seu jeito, sempre sózinha,  gostei, se quiser falar comigo tá aqui meu telefone, me liga.... pra gente conversar....".

Fazem 6 anos, mais ou menos...

Ta bom, não sei se aquilo era uma paquera, ou uma cantada, fui pra casa, deixei o telefone em cima da pia.... Não me deu vontade de ligar, não... (Estava tão bem sózinha...).

Daí a pouco, chega uma prima, ZUL.... Ah a Zul, é uma figura. E aí, como vão as paqueras, algum namoradinho, ela perguntou. E eu disse, não, nenhum, só um cara que deixou o telefone... E, ela disse: liga, liga, liga pra ele...

Ela saiu, e eu liguei para o cara. Alô?! Oi, oiiiiiiiii, :))), tava esperando sua ligação, vamos tomar um sorvete, só que agora não posso, tenho que esperar o gás.... o gás acabou.... Mas a gente pode se ver amanhã, cedo, na avenida, eu te espero....  Ta bom...

Ele fazia cooper de manhã, e eu também.... Fiquei esperando, e ele passou, correndo, parou, e disse: eu só vou completar minha corrida, vc espera aqui um pouquinho.... Ta bom...

(Pela cor da camisa dele, verde, num outro dia, tinha constatado que provavelmente ele era MILITAR...).

Ele foi.... E eu segui em frente, fui pra Matinhos.... hahahahahaha.

Daí ele me ligou: vc não esperou?! Por que?!

Mas, a gente, eu e esse cara, não nos encontramos na praia, foi um completo  DESENCONTRO O NOSSO ENCONTRO....

Voltei para Curitiba, e ele ficou lá em Caiobá. E na minha primeira semana aqui, ele ligou.... E aí, tudo bem?! Saudades de vc....  E que tal?! Vc quer ser:  1. minha amiga. 2. minha paquera. 3. nada.  Foi uma das mensagens que ele me enviou. E eu respondi:  2. MINHA PAQUERA.

Nossa.... noooosssssaaaaa, e aí o celular não parou de mensagens.... e aí a coisa foi esquentando, e ai, até que ele disse: VC É UM TESOURO.... E eu disse: TESOURO OU TESÃO?!  E ele explicou: a soma das... não altera o produto... ou coisa do tipo...

Nossssaaaaa.....  E aí, ELE DISSE: "Estou voltando amanhã para CURITIBA, quero me encontrar contigo na terça à tarde...."

EU MANDEI A SEGUINTE MENSAGEM PARA ELE:

"AMANHÃ VOCÊ PODE FAZER COMIGO O QUE QUISER....".

Nosssaaaaaa.....  Nos encontramos no PARQUE SÃO LOURENÇO. Ele era um INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL...., SARGENTO DA INFANTARIA DE PARAQUEDISMO EM MANAUS.... 9 ANOS... PARAQUEDISTA! Fiquei ali sentadinha no parquinho das crianças enquanto esperava... De repente ele aparece com uma camisa VERMELHA, vem andando em minha direção.  FAZIA 6 ANOS QUE EU NÃO CONHECIA HOMEM, DESDE O MEU EX-FUTURO-MARIDO....

Andando em minha direção, e eu estava sentada com as pernas cruzadas e descalça.... Ele me deu uma bitoca na boca, sentou-se, pegou meu pezinho, e vestiu o tênis, amarrou o cordão, repetiu a mesma coisa com o outro tênis.... Fomos até o carro dele, estacionado ali próximo. Ele ficou me olhando.... E eu puxei ele e dei um beijaço na boca. Ele se soltou e ficou me olhando, e disse: VAMOS...

E fomos. FOMOS TRANSAR. E, eu ali, dentro da banheira, uma delícia, e ele a minha frente, morenaço de sol, noooooossssssaaaaaaa, e ele perguntou: quando vc faz aniversário?! Eu disse:  DIA PRIMEIRO DE JANEIRO.    Daí ele me olhou surpreso, levantou da hidro e foi pegar a carteira de IDENTIDADE e retornou me mostrando:

EU TAMBÉM FAÇO ANIVERSÁRIO DIA PRIMEIRO DE JANEIRO.... Só que ele era 6 anos mais velho que eu...

E assim foi.....

A MINHA OUSADIA, que não é putaria, nem sem-vergonhice consistiu nisso:

EU PENSEI, DESDE O PRIMEIRO ENCONTRO COM ESTE CARA: NÃO VOU PERGUNTAR A ELE ABSOLUTAMENTE NADA, NEM O NOME, SÓ PRA VER.... O QUE ACONTECE....

FOI O QUE FIZ..... FICAMOS 4 ANOS JUNTOS...

O ÚLTIMO ENCONTRO COM ELE, FOI ASSIM,  ele não disse que ia embora, nem nada, só vi algumas lágrimas nos olhos dele, caírem, sofregamente, a caminho de casa.... E depois ....

A última vez que vi esse sujeito foi em CAIOBÁ, outra temporada, a do ano passado.

No primeiro dia, cheguei de ônibus, coloquei as minhas coisas, me instalei no apartamento, e fui dormir. Sonhei que vi um sujeito moreno, e acordei..... Daí resolvi ir até MATINHOS comprar uma bike usada para andar por ali, porque não tenho carro, e porque estava com TENDENITE, no tendão da perna esquerda. E fui até Matinhos.

Passando na frente de um bar, olhei e vi. Era ele: sentado, morenaço, tomando uma cerveja. Ele me viu, se assustou um pouco, ficou meio desconcertado e disse:  OI DENISE?! Eu não respondi. Sorri, fiz sinal positivo com o polegar, e segui em frente.... Para comprar uma BIKE USADA. E ENCONTREI UMA CALOI CECI COR-DE-ROSA.

Nosssa, mas que sorte.  E VOLTEI PARA CAIOBÁ PEDALANDO....

FICA A CRITÉRIO DOS SENHORES, APROVEITAR ESTA HISTÓRIA DE AMOR, PARA OBSERVAR OS ASPECTOS DE EMPREENDEDORISMO E OUSADIA!!!





ENQUANTO VOCÊS ESTÃO INDO, EU JÁ FUI E VOLTEI DE TAMANCOS...


A COMPOSIÇÃO DO BEIJO (32) - DENISE FRANÇA

Curitiba, 23 de setembro de 2012.

"ENSAIO DE LUZES" (FICÇÃO): texto dedicado ao DOUTOR GIKOVATE.

INSPIRAÇÃO 32ª:  pistache

Acompanhava com meus olhos o caminhar de GIKOVATE... Naquele dia frio, cinzento, observava-o circunspecto, de paletó preto, com as mãos nos bolsos, saindo depois de todos, a andar naquele vasto corredor gélido, e ao seu redor a herança dos mortos... .  Não dizia nada mas estava surpreendentemente sozinho. Suas mãos estavam suadas e geladas.
Um estado febril que vinha de seus pensamentos. Essa angústia feroz e implacável o detinha além de mim, inabalável.
O verdugo algoz, sem complacência nenhuma o detivera naquele momento. Era inútil chamá-lo a si. A lâmina de seu olhar retesava a brandura de minha tentativa. Sua voz estava embargada pelo contingente de emoções. Eu sei que ele não gostava de se sentir assim, lhe parecia contraditório em razão de tudo aquilo que acreditava e administrava.
Pensei, quanto tempo durará este gelo demolidor, bem pior do que toda e qualquer embriaguez....
Quando ele chegou ao portão, e estava abrindo para finalmente escapar daquele lugar, eu apressei meus passos, e corri até ele, chamei seu nome: Gikovate, espere.
Esperar o quê?!, finalmente disse. Eu respondi: você acha que tudo se explica, eu não estou aqui com vc, isso é possível?! Alcance-me com a tua mão, faça isso, sinta....
Isso passará. Foi o que ele pôde me adiantar, sequer teve forças para retrucar.

Desta vez no entanto, eu não fui embora mesmo sabendo que era isso o que ele esperava que fizesse. Entrei no carro, e ele a contragosto me levou junto até sua casa.






sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Um padre de verdade

Portos públicos

A VAIDADE DAS VAIDADES - POR DENISE FRANÇA

CURITIBA, 14 de setembro de 2012.

COMENTÁRIO SOBRE O TEXTO DE FLÁVIO GIKOVATE: RELIGIÃO E DESAPEGO AOS BENS MATERIAIS ALIMENTAM A VAIDADE....

Passei em frente a CASA do CARNEIRO, a caminho do Colégio Estadual do Paraná. Sempre passo por ali, e vejo sentados á mesa três sujeitos, provavelmente amigos, com mais de 55 anos de idade. SÃO RICOS... 

Na contra-mão, em frente ao mesmo restaurante, encontro um carrinheiro, meu amigo. ELE É POBRE... Digo a ele: "Tá atrasado, já devia tar lá emcima...". hahahahahaha. E ele diz: "É que parei aqui, para recolher umas caixas de papelão..." . Ele sorri, gosta de mim... E eu digo: "Enquanto tá fazendo isso ai, tem gente sentado, tomando cerveja, e rindo á toa da desgraça dos pobres...". (falei isso porque o cara tava servindo os três caras na mesa com uma cerveja geladinha....).

E o carrinheiro diz: "É verdade, de manhã tava preparando uma laje...".

E eu digo a ele: "É graças ao trabalho de vocês que a cidade se mantêm limpa...". Ele sorriu, feliz. E disse: "Vai com Deus....". E eu disse: "Você também...".

CARINHO.

Essa reflexão do Doutor GIKOVATE é MUITÍSSIMO RELEVANTE.  O Doutor Freud abriu essa consideração em sua obra:  O SENTIMENTO DE CULPA.   DIGO:  CONSIDERAÇÃO!

A ESPIRITUALIDADE...

ESPIRITUOSAMENTE, eu consigo entender seu raciocínio, e sua razão. ESPIRITUOSAMENTE, OS RICOS NÃO SABEM AMAR. 
A BONDADE E A FALSA BONDADE:  Vivi e convivi na Igreja dos Capuchinhos, mais de 10 anos, e ali percebi muitas coisas... Estou falando das pessoas que frequentam a Igreja, as atividades, a manifestação humana... em todos os sentidos... A vida religiosa...

A ESMOLA, mas que termo mais aviltante este: uma esmola ao pobre...  O SENTIMENTO DE CULPA, e suas vertentes... A dor da consciência...

O sujeito diz assim: Ah, eu sou MUITO BOM, pratico a caridade, sempre reservo alguma coisa as pessoas carentes, OS POBRES, E NECESSITADOS...
Os pobres e necessitados precisam de auxílio...

O sujeito dá a esmola e se sente reconfortado, fez o BEM ao próximo.

JESUS CRISTO: AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, E AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO...

Eis o mandamento que vos deixo...

Em primeiro lugar, se me sinto reconfortada em beneficiar uma pessoa, porque me sinto em condições de ajuda-la isso me coloca numa posição de privilégio... AS COISAS FUNCIONAM DESTA FORMA.

ARTICULAR A DEMANDA DE UMA PESSOA, NÃO É LÁ MUITO SIMPLES E FÁCIL...

Você precisa de mim!!! Ou sou eu que preciso de você...

OUTRA COISA:  NÓS REALMENTE QUEREMOS O BEM DA OUTRA PESSOA??? PORQUE A PARTIR DO MOMENTO QUE ELA PASSA A ESTAR BEM, NÃO PRECISA MAIS DA NOSSA AJUDA.... NÃO "DEPENDE" MAIS DE NÓS....

POR QUE ALGUMAS PESSOAS SE CONSAGRAM À VIDA RELIGIOSA?!

SERÁ QUE É O SENTIMENTO DE CULPA QUE ABASTECE ESSA GAMA DE CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DO BEM E DO MAL????

AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.

A minha vida CONCRETA, esses dias eu disse a um amigo, A MINHA VIDA CONCRETA É ESPIRITUAL... E disse: entenda como quiser....

NÃO SOU RELIGIOSA!!!  Quando digo isso posiciono o espírito de outra forma. Não faço concessões à vida, em razão de sustentar  falsas promessas.

SEI O QUE É O MUNDO DOS RICOS, E SEI O QUE É A POBREZA... Em ambos os casos eu digo: FALTA AMOR.

Mas, eu prefiro a convivência com pessoas pobres, do povo. Falo da minha vida, e das coisas que vejo e percebo... Sinto mais autenticidade na humildade e simplicidade...

Os POBRES, quereriam os bens materiais que são usufruídos pelos RICOS... quando se abre esta questão, logo imaginamos que se trata de JUSTIÇA.

A VIDA, felizmente, FELIZMENTE!!! vai bem mais além de tudo isso... As nossas procurações de JUSTIÇA são passadas e reivindicadas todos os dias...  Todos os dias, sentimos esta flor da injustiça comparecer em todos os setores...

NORMALMENTE, O SENTIMENTO DE CULPA, faz esta alavanca entre o certo e o errado... O que se deve fazer e o que não se pode fazer...

O SENTIMENTO DE CULPA não é o fundamento da vida e nem da liberdade de nossas ações. O livre arbítrio, o poder de decisão, a escolha e direção para isso ou aquilo não nos abstém deste sentimento.

A RELIGIÃO, esses dias escutei no rádio:  o MINISTÉRIO PÚBLICO vai proibir as escolas de rezar o PAI-NOSSO, porque se trata de liberdade de escolha.... sei lá mais o quê.

O PAI-NOSSO:  " PAI NOSSO QUE ESTÁ NOS CÉUS, SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME, VENHA A NÓS O VOSSO REINO E SEJA FEITA A VOSSA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU. O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE, PERDOAI AS NOSSA OFENSAS ASSIM COMO PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO E NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRE-NOS DO MAL, AMÉM." 

(RSRSRSRSRSRSRSRSSRSRSRSRSRS).

O ministério público caiu em cima disso... CREDO!!!

HAHAHAHAHAHA..... perdoai aqueles que não sabem amar...

Outras considerações:    A SANTA INQUISIÇÃO QUEIMOU AS BRUXAS NAS FOGUEIRAS... ASSADINHAS... TUDO AQUILO QUE ERA CONSIDERADO HERESIA... CIÊNCIA...

Outras considerações: O DEPUTADO ESTADUAL aumenta seu próprio salário... o quanto  quiser... O salário mínimo, nem dez por cento.... INCONSTITUCIONAL!!!!

CONSERVO AQUI:  "A MINHA VIDA CONCRETA É ESPIRITUAL!!! ENTENDAM COMO QUISER."






FREI ALVADI PEDRO MARMENTINI:  CAPUCHINHO, CURSO DE PSICOLOGIA NOS ESTADOS UNIDOS, PARAPSICÓLOGO, ETC E TAO. O TAO DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS.  ESSE HOMEM É UMA EXCEÇÃO À REGRA.... RECOMENDO ELE PARA AS CAUSAS PERDIDAS....  COM TODO O MEU AMOR...

EU TE AMO.

esqueci de dizer:  ELE É EXORCISTA.


JESUS CRISTO:  É MAIS FÁCIL UM CAMELO PASSAR PELO BURACO DE UMA AGULHA DO QUE UM RICO ENTRAR NO REINO DOS CÉUS...

RSRSRSRSRSRSRSRSRSRSRS.

A VAIDADE DAS VAIDADES: TUDO É VAIDADE.  
TUDO PASSA. 


O TEMPO PASSA - DENISE FRANÇA

CURITIBA, 14 DE SETEMBRO DE 2012.

SEXTA-FEIRA: 


SEXTA-FEIRA:      ACORDEI 5HS, FUI PRA COZINHA, FIZ CAFÉ, DESCI, LIMPEI MEU QUARTO, SUBI, DEI UMA GERAL NA CASA. PREPAREI A MÁQUINA, CORTEI A GRAMA, AS 9hS SAÍ DE CASA, NAS MERCÊS E FUI A PÉ ATÉ A SILVA JARDIM, PARA UMA CONSULTA NO DENTISTA, CANAL: 550 REAIS. (COITADA DE MIM). VOLTEI A PÉ, CHEGUEI AO FINAL DO ALMOÇO, COMI, LAVEI A LOUÇA, LIMPEI A COZINHA... 12:00, DEITEI, ESTENDI A CARCAÇA JUNTO COM MINHAS CACHORRAS, DESCANSEI 1 HORA. LEVANTEI, PEGUEI AS CACHORRAS E DEI BANHO NAS TRÊS... DEPOIS, SENTEI, FIZ AS UNHAS DA MÃO E DO PÉ. FUI PRA COZINHA, FIZ CAFÉ, TOMEI O CAFÉ COM TORRADAS, E AGORA, ABRI O FACEBOOK PARA VER O QUE TEM POR AQUI.....

ESQUECI DE DIZER: NO MEIO DO CAMINHO ENCONTREI O EDUARDO REQUIÃO (NOSSA COMO ESTÁ LINDO E GOSTOSO!)... RSRSRS.  CUMPRIMENTEI ELE E MANDEI UM ABRAÇO PARA O REQUIÃO. ELE PERGUNTOU QUEM EU ERA:DENISE FRANÇA. (NEM SABE QUE EU EXISTO RSRSRS... COITADA DESSA...).



ESCOLA DE GOVERNO ROBERTO REQUIÃO

FOTO TIRADA POR MIM

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

É POSSÍVEL SE LIVRAR DA INVEJA - DENISE FRANÇA

Curitiba, 10 de setembro de 2012.

COMENTÁRIO A RESPEITO DO VÍDEO DO DOUTOR FLÁVIO GIKOVATE: "É POSSÍVEL SE LIVRAR DA INVEJA?!"

Então, os comentários que faço sobre o trabalho do DOUTOR FLÁVIO GIKOVATE partem da minha vida, da convivência com as pessoas, daquilo que percebo, do que penso e sinto... enfim.

A inveja: na sexta-feira, a Catedral Metropolitana de Curitiba abriu suas portas novamente, estava sendo restaurada. Dia 08 foi realizada a Missa Solene em Homenagem a Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, padroeira de Curitiba.  Fui assistir a missa e cantar, gosto muito de cantar em igrejas, aproveito muitíssimo a acústica das igrejas para projetar minha voz. E porque cantar para mim é uma outra forma de expressão...

Cheguei bem antes para achar um lugar e fiquei esperando, observando a Igreja, tirando fotos, tudo muito lindo....  Dali a uma meia hora, me chega uma das carolas de outra Igreja, a dos Capuchinhos... Essa senhora chegou acompanhada de sua irmã e imediatamente sentou-se a minha frente. Logo que vi aquela mulher, já pressenti, pois já tive um outro dissabor na Igreja dos Capuchinhos, desta senhora olhar para mim cantando, e jogar água benta e me chamar de demônio.... (hahahahahahahahahahahahahahahaha)....

Realmente isso aconteceu, meu povo. A minha voz causou esse transtorno nesta senhora.... hahahahaha.

E, fiquei ali, sentada, até a missa começar... Os quatro bancos anteriores ao que estava sentada, estavam reservados aos padres, com um papel escrito "reservado"... Logo que esta senhora sentou-se ali, se queixou  dos bancos estarem reservados, e pediu a sua irmã que retirasse os papeizinhos... A irmã dela catou os papéis, e colocou na bolsa... Eu assisti a tudo aquilo passiva, em silêncio, porque já conhecia esta mulher....

Durante a missa, eu cantei, aproveitando a acústica, cante e cantei e cantei... Tudo muito gostoso.... Já fui convidada para cantar no coral da Catedral Metropolitana, outras vezes... porque canto muito bem... As pessoas me cumprimentam no final da missa...

Primeiro, se canto porque quero aparecer??? Não, tenho isso bem resolvido em mim.... Uso a minha voz para várias finalidades e uma delas é a espiritual....  Saí do coral da Igreja dos Capuchinhos, porque a maestrina, que era soprano, tentava de várias formas cercear minha voz....Saí do coral mas continuei cantando ali, e em outros lugares.... Quando percebo A INVEJA transparente e nítida de algumas pessoas, eu simplesmente cedo o meu lugar a elas.... Porque o LUGAR é algo muito ilusório, e momentâneo: "tá aqui, vocês querem, peguem, fiquem com ele....".

Então, a missa na Catedral de Curitiba terminou, nos cumprimentamos, e ainda fiquei por alguns momentos de pé, tirando fotos... Como já era esperado, aquela senhora sentada a minha frente, levantou, passou por mim e disse:  " ESSA BRUXA, SÓ FALTA A VASSOURA....". E  foi embora.

Eu fiquei sorrindo.... hahahahahaaha. Fazer o quê...

Eu não sinto inveja das pessoas. Não não sinto. Administro a minha vida já há um longo tempo, e consigo filtrar um grande número de emoções e sentimentos, desde o princípio, a intensidade, de onde vem, como vem, em que direção, e porquê...

Isso faz parte da minha vida.... é o meu trabalho de vida.

O ser-humano  na medida em que vive, se depara com o seu próprio olhar, no olhar do outro, a vida do outro, aquilo que sua percepção capta acerca do exterior, do mundo... Infelizmente, a convivência humana rechaça muito  dos  SENTIMENTOS,  EMOÇÕES, nega, e recupera tudo isso de outra forma, passando por uma outra elaboração.

Já percebi isso várias vezes, na manifestação humana, em sua expressão. O sujeito nega o que sente, os sentimentos negativos, e diz que é o outro que está sentindo...  Coisas incríveis acontecem quanto a isso. Outras vezes, no caso das mulheres, as mães, tem uma secura e obsessão pelos filhos, tem filhos, às pencas, rechaçam as mulheres que não tem filhos, mas desenvolvem uma inveja subsequente destas mesmas mulheres...

E assim por diante.

Eu penso que isso tudo faz parte da humana gente.... Mas precisamos sair deste papel ativo e miserável e contemplar isso com um pouco de atenção, observar a nós próprios, que somos esse elemento humano, e ver como as coisas acontecem em nosso coração, nossa mente, para conseguirmos chegar a um SEGUNDO TEMPO, de elaboração, e a um TERCEIRO TEMPO, de antecipação destas emoções....

O pensamento, estive este final de semana na companhia de um amigo, de 72 anos de idade, da época do CEFET, foi professor, escritor, uma grande pessoa humana, e sempre que é possível tomamos um cafézinho e conversamos sobre a vida.... Neste domingo, falamos sobre isso: o pensamento, a elaboração deste pensamento. Disse a ele o seguinte: naquela época, Martins, o conhecimento tinha outra finalidade, e também tinha outra causa, as pessoas procuravam saber em razão de um ideal, não pelo status, e nem para alavancar as pessoas de seu caminho....
Ele concordou...

Absorver o raciocínio de uma pessoa, de um autor, de uma obra, verificar como aquilo se dá, o momento cultural, o momento histórico, a razão de ser, tudo isso é muito importante para o aluno... E conseguir depois disso, desenvolver um raciocínio próprio, elaborar um pensamento particular...

Como diria meu avô: parar para pensar....








UM SEGUNDO OLHAR SOBRE A MESMA COISA, ACONTECIMENTO, e mais o  SILÊNCIO, NOS APAZIGUA O CORAÇÃO, NOS ACALMA. Porque nós filtramos a emoção da outra pessoa, seja esta emoção manifesta ou não....

Outra coisa: em aglomerações que se formam em razão de algum acontecimento, pacífico ou não, SEMPRE PRECISAMOS ESTAR ATENTOS, PRA NÃO CAIR NESTA FORÇA DE EMPUXO.   
As pessoas juntas tem um grande poder de sugestionar os demais, mesmo sem a intenção.  

Todos olham para o mesmo fato, e ficam ali parados, as pessoas começam a chegar, umas conversam com outras, trocam observações, e de repente, um sujeito se manifesta agressivamente, e dirige uma intenção aquele momento, de imediato todos os demais começam a tomar partindo e entram nesta força de empuxo,   sem um pensamento elaborado sobre aquele acontecimento, sem ideia do que está se passando ali...

Os pensamentos que antes eram latentes, tornam-se atos.  O imediatismo, o impulso, a energia que o ambiente nos reserva, ou um grupo de pessoas, em si não tem nada de mal... O problema é que se nós não estamos acostumados a elaborar e observar nossos pensamentos e atitudes,  essa energia do ambiente, esta "força de empuxo" se liga a alguma coisa dentro de nós, uma ideia, um significado ali reservado, parado, comprimido, esquecido, latente,  e tende a se manifestar de forma inesperada e até agressiva.... 

O PRIMEIRO TEMPO, O SEGUNDO TEMPO, E O TERCEIRO TEMPO, são elementos que precisam ser desenvolvidos pelo sujeito  humano, num exercício diário... e incansável.







sexta-feira, 7 de setembro de 2012

EMBLEMA - DENISE FRANÇA

Curitiba, 07 de setembro de 2012.

"FLAGRANTE" NA PARADA DE 7 DE SETENBRO EM CURITIBA, CENTRO CÍVICO.



ENTÃO, esse cara parou bem na minha frente, na parada de SETE DE SETEMBRO, hoje de manhãzinha....

Em poucas palavras digo o seguinte:
"Quero reenviar esta foto aqueles que acham que a tecnologia de última ponta pode substituir o coração humano... REENVIADA A FOTO, saquem os detalhes da máquina....: DETALHE DO FIO PRETO E VERMELHO..."

Quero dizer:  e digo:  a TECNOLOGIA DE ÚLTIMA PONTA NÃO SUBSTITUI O CORAÇÃO HUMANO, NÃO SUBSTITUI A ALEGRIA, A HONESTIDADE, A PERSEVERANÇA, A CORAGEM, A ÉTICA, A AMIZADE, E A LEMBRANÇA, E A MEMÓRIA....".

DISSE!!!!

SINTO MUITO MEUS SENHORES, FIQUEM COM A FAMA!!!

RESULTADO:

O CAMPO E A VISÃO

O olho é um órgão do corpo. Enxergar é um "resultado" muito complexo, independe do órgão. Deveríamos nos deter nisto: o campo e a visão, para entender outros fenômenos, o que significa enxergar, ver...





SETE DE SETEMBRO BRASIL - DENISE FRANÇA

Curitiba, 07 de setembro de 2012.


Curitiba, 17 de julho de 2005.      

Agora e Sempre.

DO LIVRO: “O CÁLICE DAS ARAUCÁRIAS”  -  dedicado ao GOVERNADOR ROBERTO REQUIÃO, MEU AMIGO.


                        Ética:
                        A Soberania, cultura do desejo.

CARTA DE NAVEGAÇÃO


            O nosso barquinho cuida bem das estrelas do céu, o nosso barquinho cuida bem das estrelas do céu,  o sol do nosso barquinho nasce na primeira estrela  da manhã. A primeira estrela aporta no céu e desce o navegador por sobre as nuvens ancoradas.         
            A seus passos se formam os véus que cobrem, tocados de sensibilidade todas as faces deste ruído de surpresa, atraquei neste porto de águas.
            Todas as águas que sobem aos céus, firmaram nesta linha ultima do tempo, o firmamento e sua origem. Os rios se imbricaram uns aos outros nesta folha aberta amazonicamente esverdeada.
            Tão esverdeada que chega ao azul desta aquarela. Tal a luz do azul cai sobre o horizonte brazil, que explode o brilho amarelo em todas as pedras cristalinas. Paradas, viçosas, pequeninas rosadas nestas fontes quedadas em tantos vivos milagres. Vivos milagres sob suas águas, submersas escondem o fundo de segredos transparentes.
            A âncora do tempo nesta carta de paus, a carta da navegação me trouxe aqui neste porto onde me reporto a você.
            A âncora do tempo neste porto vai ao fundo onde as correntes se enroscam ao redor deste chão.  Este chão, neste abraço do mar, aos seus abraços. Dou notícias de todos os outros, mas igual notícia não tenho ao que chega. Ao que chega, só a tua notícia consigo salvar. Saúdo estes país.
            A âncora deste porto espero que baste o tempo de tua ausência. Que a âncora do tempo não se erga e se solte apressada e fuja neste mar para todos os mares precipitados num abismo último.
            A âncora deste porto, em tempo fique aqui bem plantada numa semente. Nesta semente rica e verdadeira como todas as sementes já nascidas, antes da mão do homem ter aqui o seu tocado. O bocado do primeiro asfalto de chão.
            Deste porto que saúdo, não partam fingidas e dissimuladas rosetas. Machucadas entre si e esmaltadas de falso vigor, cheguem lindas e partam ridículas, diminuídas por tão portentoso escândalo de ambição alheia.
            Deste porto não partam essas, mas todas as outras, pérolas concisas deste solo feijão, germinado através da umidade do entrelaçamento do gozo das florestas, alegres, distintas, solidárias, espalhadas na sensualidade deste contorno.
            Não é outro o porto que, aportado, realmente partilha esperança a outros povos. Não é outro o porto que, aportado, realmente compartilha a outros a possibilidade deste mesmo chão em outras terras.
            A carta da tua navegação está bem escrita, clara e translúcida no desenho de tua bandeira, tua freqüência. A tua bandeira não é escrava de outra senhora. O cruzeiro onde está atracado este barco, aporta o meu coração como se aqui sempre estivesse estado. De onde pulsar e bombear as veias que irrigam o sentimento deste coração, atravessa as fronteiras como as suas próprias. Porque conhecidas, não é outro este mar para quem o sabe amar.
            A soberania está marcada desde sempre em cada rachadura do tempo nesta nave mãe. Circular e esférica como tudo aquilo que pertence ao universo, só a mão do homem em semelhança ao desejo de eternidade. Moldar sobre a terra seu próprio desejo: o resgate deste mesmo Deus ao longo das eras, em outro chão. O espelho das tuas águas...
Que este bem se estenda por sobre as águas, a todo tempo o tempo de seu bem, querer ao outro a mesma soberania. Em outra parte do mundo o mesmo desejo, embora ido, outro seja diverso chegado esteja.
Preciso, ao mesmo tempo, coincidam as suas vicissitudes, e deixem que a cor da terra seja a cor do seu povo. A soberania, a cultura do desejo.

Denise França.



                      CURITIBA – PARANÁ – BRASIL.                            


 O PORTO DE PARANAGUA É NOSSO!

EU TE AMO BRASIL!!!!!